Início > Lazer > E o Óscar vai para…

E o Óscar vai para…

Por André Costa

Continuando a nossa “viagem” pelos principais candidatos aos óscares 2011.

A Rede Social

Devido a conquista do Globo de Ouro para o Melhor Filme estamos perante um grande favorito ao Óscar, que tem um classificação de 8.1/10. O tão aguardado filme que tanta tinta fez correr mesmo antes da sua grande estreia, entre processos de tribunal, conta como numa noite de Outono de 2003 um aluno de Harvard génio na programação de computadores, Mark Zuckerberg (Jesse Eisenberg) se senta no seu quarto a trabalhar numa nova ideia. Depois de uma incessante fúria de “blogging” e programação, Mark em conjunto com o seu amigo e financiador Eduardo (Andrew Garfield) cria uma rede social global e uma revolução na comunicação. Já com Sean Parker (Justin Timberlake), co-fundador do Napster, como seu conselheiro, leva a que em seis anos e 500 milhões de amigos mais tarde Mark se torne o mais jovem bilionário da história. Mas para ele esse sucesso leva complicações tanto pessoais como colectivas e é numa acesa disputa em tribunal, que este filme mostra-nos como foi a criação do monstro que é o Facebook nos dias de hoje.

Indomável

Rotulado como um western à moda antiga, dono de uma classificação de 8.1/10 chega a esta gala com 10 nomeações, tornando assim num grande sucessor de Estado de Guerra vencedor do ano transacto. E leva-nos de encontro à história de uma menina de 14 anos Mattie Ross (Hailee Steinfeld), que após o assassinato do seu pai, pela mão de Tom Chaney (Josh Brolin), decide que vingar-se e capturá-lo. Para isso ela contrata um dos mais duros “Marshall” que conseguiu encontrar Reuben J. “Rooster” Cogburn(Jeff Bridges). Apesar da relutância de Cogburn, cujo comportamento reprovável, consumo de álcool e preguiça não faziam aumentar a confiança depositada nele, a jovem acompanha-o na caminhada pelas nações indígenas a procura de Chaney. A eles junta-se um Ranger do Texas, LaBeouf (Matt Damon) que quer Chaney para outros propósitos. Um trio muito improvável que encontra vários perigos e surpresas durante o seu caminho.

127 Horas

127 Horas é um filme fascinante, com uma classificação de 8.1/10 no IMDB, que nos leva a repensar o nosso dia a dia, foi com esse intuito que Danny Boyle, já vencedor de um óscar de Melhor Realizador, pegou na

impressionante história de sobrevivência que nos mostra aquilo de que o ser humano é capaz quando vê a sua vida ameaçada. Inspirado no assombroso e verdadeiro relato do montanhista Aron Ralston (James Franco), é um filme ao qual dificilmente ficará indiferente. Ao longo de sua jornada, Ralston lembra amigos, amantes, família, e Kristi (Kate Mara) e Megan (Amber Tamblyn) as duas caminhantes, que conheceu antes do seu acidente. Quando um pedregulho cai e lhe esmaga o braço, deixando-o imobilizado numa ravina isolada num enorme parque natural no Utah, Aron verá posta à prova a sua sanidade mental, capacidade física e vontade de viver durante 127 horas (cerca de 5 dias) infernais até perceber que consegue superar todos os obstáculos. É um filme sem duvida inspirador, e que deixa perceptível até onde o ser humano consegue ir para se ver livre de um situação extrema.


The Fighter – O Último Round

Este é um cocktail explosivo que envolve boxe, histórias de droga e crime, com uma classificação de 8.1/10, que levou a que chegasse a esta 83ª gala das estatuetas douradas com 7 nomeações, 3 delas para o seu elenco para Christian Bale, Amy Adams e Melissa Leo para as categorias de Actor/Actriz Secundários.

O Último Round é um drama sobre o caminho de um pugilista irlandês Micky Ward (Mark Wahlberg), rumo titulo. Seguindo a orientação do seu meio-irmão Dicky(Christian Bale) uma antiga lenda do pugilismo que desperdiçou os seus talentos e deitou fora a sua oportunidade de grandeza, depois de quase levar KO pelas drogas e crime.    É uma história verídica e inspiradora de dois irmãos que, contra todas as expectativas, se aproximam para treinar para um histórico combate pelo título que irá unir a sua família desfeita. Com o objectivo de redimirem os seus passados e dar finalmente à sua cidade aquilo por que esta tanto espera: orgulho.

 

Não perca amanhã a continuação…


  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: