Início > Consolas, Gaming, Informática, Lazer > iRetroGame4all – Atari 2600 a consola amada e odiada por todos

iRetroGame4all – Atari 2600 a consola amada e odiada por todos

Hoje o iNews4all irá começar uma pequena rúbrica que irá tratar sobre o mundo das consolas e dos vídeos jogos, no entanto, não se irá abordar nada que seja actual, o que vamos fazer é entrar na nossa máquina do tempo e falar sobre as antigas glórias que de uma maneira positiva ou negativa deram o seu contributo neste mundo fascinante dos vídeo jogos.

Para começar, irei falar sobre uma consola que teve os seus altos e baixos e que me posso orgulhar de ter tido uma. Não irei falar no ZX Spectrun, mas sim do Atari VCS (Vídeo computer System) mais conhecida por Atari 2600.

Foi em 1976 que a Warner communications decide comprar a Atari fundada por Norlan Bushnell e no final de 1977 foi lançado o Atari VCS, transformando-se num ícone das consolas.

A Atari VCS vinha com uns expressivos (para a altura) 128 bytes de memória e um processador gráfico a rodar à1.19 MHz. Os jogos vinham em cartuchos, suporte que durou muitos anos e que ainda se vê nos dias de hoje. Claro que a conversão de alguns jogos de Arcade ajudaram a Atari a revolucionar o mercado das consolas domésticas.

A Atari 2600 não teve um sucesso de vendas avassalador depois do seu lançamento, criando assim problemas internos na empresa. Para tentar que as coisas não dessem para o torto, os executivos da Atari decidiram pressionar os produtores de jogos (entre eles a própria Atari) e periféricos para criarem novos acessórios e mais jogos que tirassem partido da consola.


A estratégia foi um sucesso logo no inicio, a Atari finalmente conseguia records de vendas astronómicas, mas  a proliferação de jogos de qualidade duvidosa e em grande escalas iria levantar um problema: que o consumidor ficaria confuso na hora de comprar, optando assim por não comprar nada seguindo a o pensamento de que “para jogos maus prefiro ficar com os que tenho”. Isto levou de novo a Atari a bater mesmo no fundo. A Atari ainda tentou reagir, mas já era tarde, o Crash dos vídeos jogos já tinha começado e a Atari afundou de vez.

Graças a crise (como podem ver não é só agora que a crise servia de desculpas) a Warner decidiu vender a divisão das consolas e computadores da Atari para a família Traimel em 1984. A empresa tentou entrar no activo com novas consolas e pc’s, mas sem sucesso nenhum. Mais uma vez a empresa foi vendida ao fabricante de HD’s  JTS que pediu concordata em 1998, e vendeu a empresa por menos de US$ 5 milhões para HIACXI Corp., divisão da Hasbro Interactive que ficou proprietária dos direitos intelectuais da Atari.

Em 1996 o grupo Time Warner decide vender a divisão Atari games ( responsável por jogos de Arcade como o mítico Rush the Rock) para a WMS industries, dona da Midway games. Em Dezembro de 2000 a Infogrames compra a Hastro Interactive e hoje em dia e dona da maioria dos clássicos que levaram o nome da companhia da década de 70 e 80 e ela também tem o direito de usar o nome e o logotipo da Atari.

A Atari 2600 foi importante para o mundo das consolas domésticas, mesmo não sendo um sucesso como foram as consolas da Nintendo, mas ajudou a impulsionar um mercado que estava ainda em estado embrionário. Nos dias de hoje podemos reviver as velhas glórias da Atari 2600, em cada canto da web existem emuladores e respectivas roms.

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: